Sem categoria

Em primeiro mês de produção, projeto do Distrito Federal doou mais de mil protetores faciais em 12 hospitais que atuam na linha de frente contra à COVID-19

12 de maio de 2020

Um mês após a parceria entre o Thomas Maker, projeto de iniciativa da Casa Thomas Jefferson, e o Laboratório Aberto da Universidade de Brasília, a produção de equipamentos de segurança para o combate à COVID-19 segue a todo vapor! Neste período, mais de mil viseiras foram produzidas e entregues em 12 hospitais que atuam na linha de frente. Entre os beneficiados, estão o Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), Hospital Universitário de Brasília (HUB), Hospital Oftalmológico de Taguatinga (HOT), Hospital Regional do Gama (HRG), Hospital das Forças Armadas (HFA), e outros. Com o apoio da Casa Thomas Jefferson no corte das chapas do material PETG, o Laboratório Aberto conseguiu aumentar sua produção de 150 para 250 itens por semana.

Para os organizadores do projeto, o momento é de reforçar laços com a comunidade, validando a iniciativa de cooperar com a causa e contribuindo de maneira comprometida com este momento tão delicado e único como desta pandemia. “Atuar como fazedores que somos, colocando nossa expertise, equipamentos e espaço à disposição para produzir de maneira ágil soluções necessárias para problemas reais, tem total relação como o que acreditamos ser o papel e a missão de um espaço maker, na sua essência. Desejamos ajudar e estávamos ansiosos para tanto”, afirma Soraya Lacerda, professora e coordenadora do Thomas Maker.

Quer apoiar essa iniciativa? Acesse o site www.finatec.org.br/doacao e saiba mais como participar!

Sobre o projeto

Dados do Ministério da Saúde apontam que, no Brasil, o número de infectados pelo novo coronavírus já passa de 100 mil. Com a grande quantidade de novos casos, as internações dispararam e os hospitais sofrem com a falta de estoque de equipamentos de segurança. Para minorar este cenário, a Universidade de Brasília (UnB) criou, com o apoio da Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec), um projeto de produção e distribuição gratuita de protetores faciais, conhecidos como Face Shields. A Casa Thomas Jefferson une forças à iniciativa de produção com a tecnologia já utilizada em seu espaço Maker, localizado na unidade da asa norte, ao produzir um dos componentes da máscara utilizando uma cortadora a laser.

A produção do equipamento de segurança (EPI) ocorre no Laboratório Aberto de Brasília, orientada pela professora de Engenharia de Produção da UnB e coordenadora do projeto, Andréa dos Santos. No local, a equipe produz o suporte da máscara em impressora 3D e finaliza o equipamento com a peça transparente (feita de material PETG), produzida e cortada a laser no laboratório do Thomas Maker, na Casa Thomas Jefferson. Todo o processo segue as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

SERVIÇO:
Laboratório Aberto de Brasília
www.laboratorioaberto.com.br

Thomas Maker
www.thomas.org.br/makerspace

Para doações de matéria prima contatar diretamente a FINATEC:
E-mail: doacaovida2020@finatec.org.br
Site: www.finattec.org.br/doacaowww.finattec.org.br/doacao

Com Informações: DGBB Assessoria de Imprensa

You Might Also Like...

Nenhum comentário

    Deixe uma mensagem